segunda-feira, 13 de abril de 2015

O Amor |


«Não dá para definir. É um desejo de abraçar com força o outro, com tudo o que ele traz: passado, sonhos, projectos, manias, defeitos, cheiros, gostos.
É querer pensar no que vem depois, ficar a sonhar com essa coisa boa que se chama futuro, vida a dois. É não saber direito o que ele é, mas sentir tudo o que ele traz.
É pensar em desistir e desistir de ter pensado em desistir ao olhar para a cara da pessoa, ao sentir a paz que só aquela presença nos traz.
É nos melhores e nos piores momentos da nossa vida pensar «preciso de lhe contar isto». É não querer mais ninguém para dividir as contas e somar os sonhos. É querer proteger o outro de qualquer mal. É ter vontade de dormir abraços e acordar juntos. É sentir que vale a pena porque o amor não é só festa, ele também é enterro. Precisamos enterrar o nosso orgulho, a nossa prepotência, os ciúmes, o egoísmo, as nossas falhas e desajustes, o nosso descompasso. O amor não é sempre entendimento, mas a busca dele. 
No fundo, e quando vale a pena, o amor é uma tentativa eterna.»

http://asnovenomeublogue.clix.pt/

3 comentários:

  1. Simplesmente fantástico, adorei a citação! Ficou mesmo extraordinária :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  2. Gostei! :)
    Beijinho**
    Novo post no blog
    http://andreiiaad.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Adorei o texto. O amor é mesmo uma tentativa :) Minha querida, obrigada pelo comentário lá no cantinho. Como não podia deixar de ser, já estou a seguir :)
    Espero que voltes ao meu cantinho!
    THE PINK ELEPHANT SHOE | FACEBOOK | YOUTUBE CHANNEL |

    ResponderEliminar