quinta-feira, 3 de abril de 2014

UM DIA PELA VIDA

HISTÓRIA
DO

UM DIA PELA VIDA – RELAY FOR LIFE



Em meados dos anos 80, o Dr. GordyKlatt, dinâmico cirurgião que vivia em Tacoma, no Estado deWashingon, EUA, viu-se confrontado com dificuldades financeiras na delegação local da AmericanCancerSociety da qual era coordenador.

Com o objectivo de angarias fundos para o combate à doença e chamar a atenção da população para a falta de recursos existentes, iniciou uma maratona de 24 horas, sozinho e ininterruptamente no Estádio Universitário da sua comunidade.

De modo a apoiarem o Dr. Klatt nessa tarefa de angariação de fundos, amigos seus e alguns doentes, inscreveram-se na corrida, pagando simbolicamente 25 dólares cada um e nessa primeira maratona conseguiram angariar 27 mil dólares.

Um ano depois a mesma “caminhada contra o cancro” contou com a participação de cerca de 400 pessoas, organizadas em 19 equipas e foram angariados 33 mil dólares.

Começou assim, oficialmente o primeiro “24 HoursRunAgainstCancer”, que mais tarde adoptou a designação de “Relay For Life”. Nas 24 horas de duração da caminhada, foram contagiantes o entusiasmo e o espírito de solidariedade que reinaram, não só na pista, como nas tendas que foram sendo instaladas em seu redor, fazendo companhia a quem caminhava e prestando todo o apoio que se tornava necessário.

A partir daí a onda “Relay For Life” contagiou todo o país sendo que actualmente ocorrem em simultâneo 4.400 relays espalhados por todos os EUA, e outros tantos que já acontecem em mais de 16 países do mundo.

Portugal juntou-se a esta onda de solidariedade e “caminhou pela vida” pela primeira vez em Março de 2005, em Coruche, naquele que ficou conhecido como o “Um Dia Pela Vida” e que em 9 anos vai já na sua 46ª maratona, por todo o País, de norte a sul e sempre em clima de festa.


Só vamos parar quando encontrarmos a cura! Junte-se a nós, por si…por mim…por todos e venha Caminhar Contra o Cancro e Pela Vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário